O QUE É E O QUE NÃO É ESPIRITISMO – 1.

NELSON MURILO MADEIRA CARDOSO

Poderíamos fazer esta série de artigos que hoje iniciamos, apenas com as importantes instruções dos Espíritos e de Allan Kardec nas seis publicações: O livro dos Espíritos, O que é o Espiritismo, O Livro dos Médiuns, O Evangelho Segundo o Espiritismo (em sua introdução), a Gênese, O Céu e o Inferno, a Revista Espírita e Obras Póstumas. Nelas podemos saber claramente o que é o Espiritismo.

Porém o caminho seguido pelo Espiritismo no Brasil, desde a sua chegada, afastou-se completamente dos princípios definidos pelos Espíritos que revelaram esta doutrina e filosofia de efeito moral passando rapidamente a condição de mais um ramo da religião cristã. Não estaremos criticando a religião cristã que também, em sua essência traz o alívio às dores de muitas pessoas; mas sim alertar incansavelmente a transformação do Espiritismo em religião, importando para o seu meio e os seus adeptos os dogmas e rituais inerentes exclusivamente às crenças religiosas e que adulteram a proposta do Espiritismo.

Faremos uma comparação entre o que é e o que não é Espiritismo para que o iniciante ou aquele que estuda de forma errada nas casas espíritas e que tenha a intenção de conhecer e praticar de verdade a doutrina – possa ter uma opção de escolha. A preocupação com o desvio da proposta do Espiritismo já se revelava com o próprio Kardec: “As pessoas não têm no Espiritismo senão um conhecimento superficial, são naturalmente levadas a fazer indagações, às quais um estudo completo lhes daria, sem dúvida, a solução. Mas o tempo e, frequentemente, a vontade, lhes faltam para se consagrarem às observações continuadas”. (KARDEC, 1859, p. 9). Vamos tratar neste primeiro artigo de apenas algumas instruções que foram abolidas do chamado “Movimento Espírita Brasileiro”. Outras virão no próximo artigo.

  O QUE É O ESPIRITISMO

O Espiritismo é ao mesmo tempo uma ciência de observação e uma doutrina filosófica. Como ciência prática, ele compreende todas as consequências morais que decorrem desta relação”. (KARDEC, 1859, p.10).

O QUE NÃO É O ESPIRITISMO

Se o Espiritismo se dissesse uma religião, o público não veria aí mais que uma nova edição, uma variante, se quiser, dos princípios absolutos em matéria de fé; uma casta sacerdotal com seu cortejo de hierarquias, de cerimônias e de privilégios; não o separaria das ideias de misticismo e dos abusos contra os quais tantas vezes a opinião se levantou”. (REVISTA ESPÍRITA, dezembro de 1868).

AS REUNIÕES INSTRUTIVAS 

Uma reunião é um ser coletivo, cujas qualidades e propriedades são as resultantes de todas as dos seus membros, e formam como um feixe; ora, esse feixe terá tanto mais força quanto for mais homogêneo. (…) mas, para que todos esses pensamentos concorram com o mesmo objetivo, é preciso que vibrem em uníssono; que se confundam, por assim dizer, num só, o que não pode ocorrer sem o recolhimento”. (LIVRO DOS MÉDIUNS, q.331, cap. XXIX).

AS REUNIÕES FRÍVOLAS

O simples bom-senso nos diz que os Espíritos elevados não podem vir em tais reuniões, (…) Em uma palavra, qualquer que seja o caráter da reunião, ela encontrará sempre Espíritos dispostos a secundarem suas tendências”. (O LIVRO DOS MÉDIUNS, q.325, cap. XXIX).

                                                A SOCIEDADE ESPÍRITA

Observamos as advertências acima bem adequadas ao que acontece nos tempos atuais: a crença geral de espíritas de que as casas espíritas possuem uma proteção especial, chegando a detalhes relatados em vários livros psicografados tais como muros, cordões elétricos de isolamento, torres com vigias armados; Espíritos-seguranças na porta de entrada e no interior da casa os espíritos terapeutas prontos ao atendimento de todos que lá vão para assistir uma palestra, participar de um grupo de estudos, tomar passe ou outro tratamento oferecido.

É preciso lembrar que a sintonia entre os homens e os Espíritos que o circundam fazem parte da lei natural de atração entre afins. No item 341, Kardec elucida que:

A influência do meio é a consequência da natureza dos Espíritos e do seu modo de ação sobre os seres vivos; dessa influência, cada um pode deduzir por si mesmo as condições, as mais favoráveis, para uma sociedade que aspire granjear a simpatia dos bons Espíritos, e a não obter senão boas comunicações, afastando os maus. Essas condições estão todas nas disposições morais dos assistentes; resumem-se nos pontos seguintes:

Perfeita identidade de objetivos e de sentimentos;

Benevolência recíproca entre todos os membros;

Abnegação de todo sentimento contrário à verdadeira caridade cristã;

Desejo único de se instruir e se melhorar pelo ensinamento dos Espíritos e aproveitamento de seus conselhos. Quem está persuadido de que os Espíritos superiores se manifestam em vista de nos fazer progredir e não para o nosso prazer, compreenderá que devem se afastar daqueles que se limitam a admirar seu estilo sem deles retirar nenhum fruto, e que não tomam o atrativo das sessões senão pelo menor ou maior interesse que elas ofereçam segundo seus gostos particulares;

Exclusão de tudo o que, nas comunicações solicitadas aos Espíritos, não teria senão o objetivo de curiosidade;

Recolhimento e silêncio respeitosos durante as conversas com os Espíritos;

Associação de todos os assistentes, pelo pensamento, ao chamado feito aos Espíritos que evocam;

Concurso dos médiuns da assembleia com abnegação de todo sentimento de orgulho, de amor-próprio e de supremacia, e pelo único desejo de se tornarem úteis”. O LIVRO DOS MÉDIUNS, q.341, cap. XXIX).

Perguntamos se estão sendo cumpridos esses quesitos pelos membros, visitantes assim como quem os frequentadores estão atraindo para essas sociedades. Qual a preparação feita por cada um deles através de suas atitudes buscando a sincera fraternidade, o recolhimento e o silêncio respeitoso? Onde estará o ser coletivo que prescinde uma reunião, palestra, seminário, grupos de estudo ou qualquer outra atividade, de maneira séria e instrutiva?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.