ESTAMOS BUSCANDO MUDANÇAS?

 “O segredo da mudança é focar toda energia, não lutando contra o velho, mas construindo o novo”.

Esta frase de Sócrates retrata um pouco o tempo atual de mudanças que a humanidade está vivendo, tempo este em que a ciência confronta velhos e enraizados preconceitos; Hoje temos a oportunidade, se nos acharmos dispostos a não fechar os olhos a esse novo tempo, de largar pelo caminho muitas convicções antigas e verdades “eternas”. Podemos afirmar que as mudanças estarão sempre presentes na vida do ser humano e não será apenas a característica de um determinado tempo. Jesus, no Evangelho de Tomé, no dito 91, falou:” Vocês analisam a aparência do Céu e da Terra, mas não reconhecem o que está bem diante de seus olhos e não percebem a essência do presente momento”. O que hoje parece conclusivo ou irretocável, amanhã será material para novas dúvidas.

É de Freud a frase: “Não desejo suscitar convicções, o que desejo é estimular o pensamento e derrubar preconceitos”. Convicções e preconceitos erguem o muro que impede as pessoas de terem acesso ao novo, ao manterem os seus pensamentos rígidos pois que se alimentam do medo de perder a cômoda cadeira ao se levantar e caminhar.

Não consigo ver outra explicação para as pessoas negarem-se a conhecer o que tem revelado, constantemente, as novas pesquisas científicas sobre os textos de O Novo Testamento, desconstruindo verdades anteriormente ditas como inquestionáveis.

Os Evangelhos de Marcos, Matheus, Lucas e João não são mais deles! Passaram a ser apenas atribuídos a eles, sem autoria conhecida. O apóstolo Paulo sumiu na estrada de Damasco e nem sequer viu o Cristo! Vinte evangelhos apócrifos ressurgiram como uma fonte jorrando água em um oásis no meio dos desertos do oriente médio. Os profetas da Bíblia hebraica retomaram seus verdadeiros e honrosos postos de defensores das leis da Torá, profetizando unicamente para o seu povo e não para os futuros cristãos que surgiriam muitos séculos depois.

Uma palavra hebraica que clama para sair do caminho que você está indo e retornar a Deus para realizações, para doação e instrução com retidão.
 



 

O Cristo saiu da cruz da remissão dos pecados da humanidade e voltou para a mitologia. Jesus deixou de ser o Messias esperado pelos cristãos e voltou a ser um profeta popular judeu entre tantos de sua época, e que acabou sendo condenado à morte acusado de perturbar as regras da Pax Romana, mas sendo lembrado hoje, pelos ensinamentos que envolveram, em seu amor profundo, aquele povo sofrido para seguir em busca de justiça e do incentivo ao avanço, a caminhar em frente e não aceitar e se conformar com… . Jesus reaparece hoje sem ressuscitar, sem crenças, sem o véu do misticismo e sem as palavras colocadas em sua boca e que nunca foram ditas por ele; o fim dos bem aventurados pelo sofrimento e pela dor, para suportar sem queixas obtendo o aval divino de irem para o céu, ou para o Nosso Lar se forem espíritas após resgatarem as suas dívidas das outra encarnações!


Pêssach – O sentido da páscoa para os judeus

Aproveitando a música “Revelação” do Fagner, para fazer um trocadilho, podemos afirmar que “uma história ilhada, morta e amordaçada, volta a incomodar”. Não há mais como se manterem os textos de O Novo Testamento cristão intocáveis e divinos, sob a condição de se perder totalmente o foco da realidade e passar-se a acreditar em contos de fantasias e ficções. Melhor será buscar manter a sanidade mental tomando o amargo remédio da aceitação da mudança do antigo e confortável lugar da fé cega, e seguir pelo caminho da busca que nunca terminará: a do conhecimento. Como disse Bertrand Russel: “O problema do mundo é que tolos e fanáticos estão sempre cheios de convicção, enquanto os sábios estão sempre cheios de dúvidas”.

Acredite, a mudança chega para nós mais dia menos dia. Por que esperar?


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.