O ESPÍRITA E A FRATERNIDADE UNIVERSAL

Nelson Cardoso

Foto do espaço feita pelo satélite Hubble

O Cristianismo é uma religião com incontáveis divisões. No início da sua criação, haviam várias divisões ideológicas para o entendimento do ser Jesus. Após o primeiro Concílio de Nicéia, no começo do século quarto, os Cristãos que não comungavam as ideias ortodoxas da igreja, os chamados hereges, foram perseguidos.

A igreja uniu-se ao poder político de onde nunca mais saiu, e com a conversão do Imperador Constantino I, passou à ser a religião oficial do Império Romano. Monopolizou e incutiu os seus dogmas aos seguidores, como um ditador se impõe ao povo do seu país. Assim, não poderiam haver mais discordantes, que eram tratados à fio de espada e pelo fogo da morte.

Com o fim da Idade Média, no século XVI, novas luzes e descobertas surgindo através da ciência, a Igreja Católica, Romana e Grega, voltou à encontrar vozes dissonantes em alguns de seus seguidores. O protestantismo de Martin Lutero, provocou um pequeno, mas marcante racha na sua estrutura ideológica e sacerdotal. Mesmo com essa nova divisão mantendo os dogmas intocáveis.

Alguns séculos adiante, com o soerguimento da filosofia e o avanço da ciência, surgiu em meados do século XIX, o Espiritismo: uma doutrina de filosofia moral e universalista, sem nenhum compromisso religioso, mas mexendo intensamente com os dogmas Cristãos. Aliás, ao propor uma doutrina de sentido universal, não se poderia seguir qualquer religião existente!

O VERDADEIRO ECUMENISMO

Do ponto de vista religioso, o Espiritismo tem por base as verdades fundamentais de todas as religiões: Deus, a alma, a imortalidade, as penas e as recompensas futuras; mas ele é independente de qualquer outro culto particular. (1)

Pode-se, pois, ser católico grego ou romano, protestante, judeu ou muçulmano, e crer nas manifestações dos Espíritos e, por conseguinte ser espírita; a prova está que o Espiritismo tem aderentes em todas as seitas.(1)

Em uma palavra, ele não se impõe a ninguém; ele não se dirige aos que tem fé, e aos quais essa fé basta, mas à numerosa categoria de incertos e dos incrédulos: ele não os tira da Igreja, pois eles já estão dela separados moralmente, em tudo ou em parte... (1)

Kardec nos diz que o Espírita verdadeiro será um Espírita Cristão, no sentido moral da sua aplicação. “O que reza esta moral? Amai-vos uns aos outros; perdoai aos vossos inimigos; retribui o mal com o bem; não tenhais ódio, nem rancor, nem animosidade, nem inveja, nem ciúme; sede severos para convosco mesmos e indulgentes para com os outros. Tais devem ser os sentimentos de um verdadeiro Espírita.” (2)

Nenhuma seita Cristã comunga com os princípios do Espiritismo: REENCARNAÇÃO, INTERCÂMBIO NATURAL ENTRE ENCARNADOS E DESENCARNADOS, NÃO APLICABILIDADE DAS PENAS ETERNAS, ORIGEM IGUAL DE TODOS OS SERES EXISTENTES NO UNIVERSO, A INEXISTÊNCIA DE MILAGRES OU A DESMISTIFICAÇÃO DE JESUS.

Neste sentido prático, portanto, não somos Cristãos.

Afirmar portanto, que o Espírita não é Cristão é tão óbvio como entendermos que o espiritismo não é uma religião.

Desta forma, como lemos nos textos de Kardec, abre-se ao crente, de forma bastante democrática, o sentido universal de compreensão dos princípios da Doutrina Espírita, sem com isso, ter que arrancá-lo da sua religião!

Ao não propagar dogmas Cristãos, muito menos como a única verdade, o Espiritismo permite aos seguidores de qualquer religião, ou não sendo de nenhuma delas, encontrar as respostas que procura às dúvidas e questões que os afligem.

(1) – O Espiritismo Na Sua Expressão Mais Simples – A. Kardec

(2) – Viagem Espírita em 1862 – Discursos pronunciados nas reuniões gerais dos Espíritas de Lyon e Bordeaux – I. – A. Kardec

5 comentários em “O ESPÍRITA E A FRATERNIDADE UNIVERSAL

  1. A minha maior dificuldade é entender que se o espiritismo não é cristão, como seguidores cristãos de outras religiões podem entende-lo, aceita-lo e segui-lo? Seu texto faz todo sentido para mim mas ao tentar explicar para uma amiga evangélica, foi terrível confesso.

    Curtir

    1. Olá, Alice. A dificuldade é normal. Quando situamos a Doutrina Espírita dentro do Cristianismo, nos deparamos com os dogmas e rituais religiosos que não temos. O Espiritismo divulga em seus princípios, a
      reencarnação, a comunicação com os mortos, a destinação para a felicidade de todos os Espíritos, sem a existência de penas eternas. Seriamos uma religião Cristã, como lemos em vários textos de Kardec, no sentido moral do Cristo.
      Porém o Espiritismo tem um sentido universal, Alice. Assim, ele não poderia pertencer à uma única religião ou ser outra religião.
      Somos uma doutrina de filosofia moral e de ciência. Podemos acolher qualquer adepto relgioso, sem querer
      modificar as suas crenças.
      Neste sentido prático não somos uma religião e muito menos Cristãos. É difícil fazer essa desvinculação pelos conceitos que trazemos por séculos, arquétipos fixados em nós, que precisamos modificar. A salvação do mundo não passa por ser Cristão!
      Como ciência, o Espiritismo acompanha as pesquisas sobre o Jesus Histórico. Hoje já sabemos, pelos estudos realizados, que o Cristo foi um mito trazido do paganismo de outros povos antigos. Que o homem Jesus não era o Messias, o Cristo. Mas o portador de uma mensagem de amor ao seu povo. E por ter sido uma mensagem universal, pode ser estendida à toda a humanidade. Mas sem a imposição de ser a única verdade. Veja a similitude que tem a mensagem de Jesus com os princípios do Espiritismo! Obrigado pela participação!

      Curtir

  2. Ainda bem que sou espírita não cristã, esse palavra cristã sempre me incomodou e me soava estranho quando eu pronúnciava para alguém que eu era cristã…..sempre me senti melhor em falar que sou Espírita, é assim q me vejo , é assim que eu quero…sem dogmas e conceitos cristão!!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.